Governo Provincial da Lunda-Norte
Governo

Presidente da República aborda assuntos de interesse bilateral com homólogos


Ainda no Palácio Presidencial, o Chefe de Estado angolano, recebeu em audiências, igualmente separadas, o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Fátima Mahamat, a directora geral da UNESCO, Audrey Azoulay, e o ministro da Cultura do Djibuti, Mounin Hassan Barreh.



Os Presidentes da Namíbia, Hage Geingob, do Mali, Ibrahim Boubacar Keïta, e as demais entidades participaram na quarta-feira, 18, na cerimónia de abertura da Bienal de Luanda - Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz, que vai decorrer até ao dia 22 deste mês.



A Bienal é uma plataforma que visa desenvolver e consolidar uma cultura de paz e não-violência, desencadeando um movimento pan-africano que promova a diversidade cultural e a unidade africana.



Abordado pela imprensa no final da audiência, o ministro da Cultura do Djibuti, Mounin Barreh, informou que entregou ao Presidente João Lourenço uma mensagem do Chefe de Estado do seu país, Ismael Omar Guellen.



A missiva, de acordo com o titular da Cultura do Djibuti, está relacionada com a solicitação do apoio de Angola à candidatura daquele país a membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.



Entretanto, o ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, que esteve presente nos encontros, resumiu à imprensa que a ocasião serviu para o Presidente João Lourenço discutir com os seus interlocutores alguns assuntos de interesse comum, com realce para a cooperação existente com aqueles países.



Com o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Fátima Mahamat, esteve no centro do diálogo a actual situação no continente, com particular realce os acordos de paz assinados em Moçambique e no Sudão, este relacionado com a criação de um Governo Civil.



Angop


Galeria de Imagens